Aconteceu na tarde dessa sexta-feira, 24, a reunião do Comitê da Dengue e Atendimento aos Animais em Situação de Abandono. O comitê foi instituído pelo prefeito municipal Luiz Nicacio, por meio do decreto nº 216/2017 e visa o acompanhamento das ações previstas no Programa Municipal de Controle da Dengue e o Planejamento e posterior implantação de ações de atendimento aos animais em situação de abandono. É importante ressaltar que tais ações terão a participação do Ministério Público. (Recomendação – MP)

O comitê é composto por membros da administração municipal, representantes de entidades e comunidade e tem como coordenação a secretaria municipal de Administração e ou Setor de Vigilância em Saúde.

Em primeira reunião realizada na tarde de hoje, sexta-feira, na biblioteca cidadã, os membros tiveram como pauta, o Plano de Ação a ser desenvolvido em Centenário do Sul em relação a superpopulação canina e felina no município, com o objetivo de se buscar o equilíbrio ambiental e o convívio harmonioso dos munícipes com os animais.

A secretaria municipal de Saúde, por meio do departamento de Vigilância em Saúde, realizou um levantamento com pesquisa nas residências. Acredita-se que os números abaixo sejam bem maiores, pois neste levantamento, cerca de 30% das residências ficaram de fora, pois se encontravam fechadas. A pesquisa levantou a quantidade de cães e gatos em Centenário do Sul. Confira abaixo os números: