20/04/2020

A Seab, Secretaria de Agricultura de Abastecimento disponibilizou, neste final de semana,  vídeo explicativo sobre como as prefeituras podem ter acesso aos vouchers para distribuição às famílias em situação de vulnerabilidade cadastradas em seus municípios.  O programa “Cartão Boa Comida” vai disponibilizar o valor de R$ 50,00 por mês, durante 3 meses,  para a compra de alimentos, mas só alimentos, em qualquer estabelecimento cadastrado junto ao órgão do governo.

Com este sistema a secretaria acredita que vai poder atender melhor a real necessidade de alimentos destas famílias. “Quando entregamos uma cesta básica padrão é comum não atender aos hábitos alimentares da família ou então acabamos doando em duplicidade. Assim a família poderá comprar o quê está faltando, o quê realmente está precisando”, explica o  chefe do núcleo Regional da SEAB em Londrina, Antônio Carlos Barreto. Ele lembra que o valor vai se somar a outros benefícios que as famílias cadastradas já recebem dos governos municipal e federal, e tem o objetivo principal de combater a fome.

Os pontos de distribuição sugeridos são CRAS e CREAS, mas os prefeitos poderão escolher outros  desde que cadastre previamente o local. O benefício vai atender cerca de 120 mil famílias só na região da AMEPAR.  Londrina, por exemplo, tem 51.476 famílias cadastradas em situação de vulnerabilidade; Cambé tem 12.593 famílias inseridas no programa e Miraselva, 276 famílias.

SEAB está ainda pedindo ajuda para cadastrar o maior número possível de pequenas empresas que atuam no comércio de alimentos, como quitandas e mercadinhos de bairro. A proposta é que este recurso na mão das famílias ajude a aquecer os pequenos comércios de bairro, ajudando a economia local. A Secretaria orienta os prefeitos a divulgarem o máximo possível o programa e como os comerciantes podem se cadastrar.