29/05/2020

O governador Carlos Massa Ratinho Junior esteve ontem, quinta-feira (28), em Arapongas e confirmou a construção do Contorno Norte da cidade, obra esperada há anos pela população da região. A ordem de serviço foi assinada durante evento realizado na prefeitura.  O investimento previsto é de R$ 121,7 milhões e será feito pela empresa que administra o trecho, respeitando o contrato de concessão da BR-369.

“Estamos tirando do papel obras que estavam previstas no contrato de concessão. É uma intervenção complexa, mas quando ficar pronta vai melhorar e muito a segurança viária de Arapongas, tendo reflexo imediato na qualidade de vida da população”, disse Ratinho Junior.

Ele ressaltou, ainda, que a ação terá um forte impacto na economia de toda a região, que abriga um importante polo moveleiro do Paraná. “Resolvemos um gargalo que ajudará em toda a logística do Estado. Queremos fazer do Paraná a hub logístico da América do Sul”, explicou.

OBRA – A construção do contorno vai começar no quilômetro 191 da BR-369, alguns metros ao norte do totem que demarca o Trópico de Capricórnio. A nova pista seguirá a leste da rodovia e voltará a se encontrar com a estrada principal nas proximidades do Pavilhão de Exposições de Arapongas, pouco antes da praça de pedágio do município. Serão 10,2 quilômetros de extensão. A finalização da obra está prevista para novembro de 2021.

“Faz três anos que estamos cobrando de forma insistente a construção desse contorno. Participei de todas as reuniões em Curitiba, numa luta incansável”, explicou o prefeito de Arapongas, Sérgio Onofre. “Essa obra é um direito das pessoas que pagaram pedágio e vai mudar a cara de Arapongas”, acrescentou. Segundo ele, os proprietários de áreas impactadas pela construção já concordaram com os valores para a desapropriação.

ACORDO – O secretário de Estado da Infraestrutura e Logística, Sandro Alex, afirmou que a construção do contorno só está saindo do papel porque o Governo do Estado conseguiu entrar em acordo com a concessionária, evitando uma batalha jurídica em torno da obra. “É uma obra complexa, de mais de R$ 100 milhões, que só foi viabilizada porque o Estado entrou em ação e chegou a um acordo viável com a concessionária”, disse ele.

De acordo com o secretário, o projeto do contorno contempla também seis passagens de nível, pensadas para aumentar a segurança de motoristas e pedestres. “É algo que vai mudar a cara de Arapongas e impactar uma região muito importante do Paraná”, comentou Sandro Alex.

MARGINAL – Na mesma cerimônia, o governador Ratinho Junior assinou também a ordem de serviço para pavimentação viária de 716 metros da marginal da PR-444, depois da Rua Tangará. O valor da obra é de R$ 1,7 milhão e será bancada com recursos da Secretaria de Estado do Desenvolvimento Urbano e Obras Públicas.

O prefeito Sérgio Onofre destacou que a obra da marginal da PR-444 representa um avanço naquela região. Segundo ele, vai permitir não só uma melhor dinâmica para o tráfego como também facilitar o investimento e o desenvolvimento nas áreas abrangidas.

“São obras importantíssimas para a cidade. Mesmo em um momento de crise econômica, Arapongas consegue, com a ajuda do Governo do Estado, seguir se desenvolvendo”, afirmou o prefeito.

PRESENÇAS – Participaram do evento vários prefeitos da região; lideranças e autoridades municipais; o diretor-geral do DER-PR, Fernando Furiatti; o diretor do Detran, César Kogut; o presidente da Fundepar, José Maria Ferreira; os deputados federais Filipe Barros e Luísa Canziani, e os deputados estaduais Cobra Repórter e Tiago Amaral.

Fonte e Foto: Agência Estadual de Notícias