Em Londrina, Secretaria do Trabalho financia mais de R$ 500 mil em microcrédito em dois anos

  • 13 de janeiro de 2020

13/01/2020

Nos últimos 24 meses já foram financiados R$ 536 mil na cidade por meio do microcrédito, através da Secretaria Municipal do Trabalho, Emprego e Renda (SMTER). Esse perfil de operação atende aos negócios que buscam uma linha de crédito com taxas mais acessíveis, incentivando o empreendedorismo, promovendo o desenvolvimento e geração de renda.

A iniciativa da Secretaria começou há cerca de dois anos quando, visando contribuir com a economia local, enviou dois funcionários ao curso de agente de crédito da Fomento Paraná – instituição financeira do Estado. Eles foram credenciados pelo órgão estadual e iniciaram o atendimento fomentando o crescimento dos empreendedores individuais e microempresários de Londrina por meio do microcrédito orientado.

O valor do financiamento, por meio das operações de crédito junto a Fomento Paraná pode chegar até a R$ 20 mil. O financiamento pode ser dividido em até 36 parcelas e os juros são aplicados mensalmente. Com taxas subsidiadas, que variam entre 1,49% e 2,35%, o microcrédito atende desde pessoas que querem abrir um negócio até empresas consolidadas que precisam de capital de giro para investir e expandir o empreendimento.

Foto: N.Com

A empreendedora Gabriela Pinheiro, proprietária do Ateliê da Torta de Londrina, foi uma das pessoas atendidas pelo microcrédito

“Desde que abrimos o Ateliê, nós tivemos um crescimento muito rápido em pouco tempo. As coisas foram acontecendo e chegou um momento em que precisávamos investir mais para continuar atendendo a demanda e manter esse crescimento. Foi quando fizemos as contas e procuramos o financiamento. Sem o microcrédito não conseguiríamos ampliar nosso atendimento nem dar o salto de qualidade que demos no Ateliê”, frisou.

Para o secretário do Trabalho, Emprego e Renda, Elzo Carreri, o microcrédito é uma ferramenta de transformação. “Com as linhas que operamos, nós atendemos um público que muitas vezes não encontra espaço nos bancos comerciais. A linha máxima é de R$ 20 mil, mas se uma dona de casa que tem uma receita de pão que faz sucesso na família precisar de R$ 500 para comprar um forno usado e começar a produzir em maior escala esse pão e comercializá-lo, nós também atendemos. As taxas são excelentes e, além do financiamento, nossos agentes passam orientações. Se eles acreditarem que o crédito não é necessário naquele momento, eles aconselham a não contratar o financiamento e indicam opções diferentes, como um curso para melhorar a gestão ou a reorganização administrativa do empreendimento, por exemplo. Nossa intenção é promover o crescimento saudável e contribuir para a economia como um todo”, explicou Carreri.

A Secretaria Municipal do Trabalho, Emprego e Renda fica na rua Pernambuco, 162. O horário de atendimento dos agentes é das 10h às 16h. Quem quiser saber mais sobre o microcrédito orientado pode deixar seus contatos no formulário do site ou entrar em contato pelo 3373-5701 ou 3373-5717.

Fonte e fotos: N.Com da Prefeitura de Londrina com edição da Assessoria de Comunicação da AMEPAR