Ibiporã recebe nove cadeiras de rodas da campanha “Eu Ajudo na Lata”

  • 17 de setembro de 2019

Participando pelo terceiro ano consecutivo da campanha “Eu Ajudo na Lata”, da Unimed Londrina, Ibiporã foi o município que mais recebeu cadeiras de rodas adquiridas pela cooperativa médica com a venda de lacres de alumínio. No total, foram nove cadeiras, sendo cinco para a Unidade de Pronto Atendimento Dr. Justino Alves Pereira (UPA), três para a Escola João XXIII – Modalidade Educação Especial (Apae) e uma para a Secretaria Municipal de Educação, pela parceria na arrecadação dos anéis de alumínio entre a comunidade escolar.

Divulgação/Sec. Educação
Ibiporã foi o município que mais recebeu cadeiras de rodas na 7ª edição da campanha
 

A entrega das 26 cadeiras de rodas para seis instituições de Londrina e região ocorreu nesta quinta-feira (12), no auditório da sede administrativa da Unimed. Nesta edição, com a venda dos lacres de alumínio arrecadados, a Cooperativa conseguiu comprar 20 cadeiras de rodas. Outras quatro foram doadas pela Unimed Londrina, que se comprometeu a comprar uma cadeira a cada cinco adquiridas com a venda dos anéis. Para completar, dois clientes quiseram participar da iniciativa e doaram um equipamento cada. Os equipamentos foram doados a instituições de Londrina e região, que se inscreveram em um edital no início deste ano no site da Unimed Londrina.

No evento de entrega das cadeiras, a Unimed revelou o resultado da enquete da campanha, que definiu o número de equipamentos que cada instituição iria receber: 1º Unidade Básica de Saúde Maria Cristina Tavian, de Porecatu, com 7 cadeiras; 2º Unidade de Pronto Atendimento Dr. Justino Alves Pereira, de Ibiporã, com 5 cadeiras; 3º Associação Flávia Cristina, de Londrina, com 4 cadeiras; 4º Escola João XXIII – Modalidade Educação Especial (Apae), de Ibiporã, com 3 cadeiras; 5º Secretaria Municipal de Saúde de Tamarana com 2 cadeiras; 6º Cáritas Arquidiocesana, de Londrina, com 1 cadeira.

A gerente de Sustentabilidade da Unimed Londrina, Fabianne Piojetti, ressaltou que a campanha é um projeto simples mas que, somado ao todo, permite um resultado grandioso, porque trabalha a questão do meio ambiente, a possibilidade de gerar valor com um resíduo que muitas vezes é desprezado , além de contribuir com pessoas que possuem dificuldade de mobilidade. “Nosso compromisso vai além de cuidar dos beneficiários. Como cooperativa, temos o dever de atender a comunidade, e esta campanha vem para melhorar a vida de quem precisa”, frisou Fabianne.

Além da contribuição de colaboradores, clientes e parceiros, a arrecadação de lacres de alumínio contou com a ajuda de estudantes de Londrina, Ibiporã e Porecatu. Em Ibiporã, também colaboraram com a campanha servidores de órgãos da Administração direta e indireta da Prefeitura, e também a comunidade.

Este ano, Ibiporã atingiu um recorde de lacres arrecadados e também de cadeiras de rodas recebidas.

Foram 833 garrafas PET de dois litros, que foram cheias com lacres de latas de alumínio (em cada garrafa cabem cerca de 2.500 anéis de alumínio).

Em sua primeira participação, em 2017, o município entregou 425 garrafas (em cada garrafa cabem cerca de 2.500 lacres de alumínio) e conquistou seis cadeiras de rodas, sendo cinco destinadas ao Lar Padre Leone (asilo) e uma para a Secretaria de Educação. No ano passado, foram 553 garrafas, o que garantiu a entrega de seis cadeiras de rodas ao Hospital Cristo Rei. A instituição foi a que mais recebeu equipamentos devido ao número de votos recebidos na enquete. 

Das cinco cadeiras recebidas pela UPA, uma foi entregue ao Centro de Referência Médica de Ibiporã (Cremi), uma ao Centro de Especialidades Odontológicas (CEO) e uma para a UBS La Fontaine Corrêa da Costa (Agenor Barduco). O CEO e a UBS ainda não possuíam o equipamento. Outras duas ficarão de reserva na UPA. “Hoje a UPA atende a uma média de 300 pacientes por dia e conta com três cadeiras de rodas que são muito utilizadas para o transporte de idosos, pessoas com mobilidade reduzida. Pelo uso, são equipamentos que se desgastam rapidamente necessitando serem substituídos com frequência. Certamente este reforço será muito bem vindo e contribuirá para um melhor atendimento à população”, ressaltou a coordenadora geral, Rosângela Paes.

O diretor da Apae de Ibiporã, Gilson Mensato, agradeceu o empenho de todos, principalmente alunos, professores e familiares que se mobilizaram para arrecadar mais de 150 garrafas PET cheias de lacres. “Além de incentivar a união, o espírito solidário entre os alunos, conseguimos trabalhar bem a questão ambiental com eles, a importância da reciclagem e de gerar valor com um resíduo que muitas vezes desprezamos”, pontua Mensato.

Emocionada com o desempenho da campanha, a secretária de Educação, Margareth Coloniezi, agradeceu o empenho de todos e relembrou o quanto foi importante a mobilização municipal. “Para chegarmos a esse número de garrafas recolhidas foi necessária toda uma mobilização que todos nós fizemos, e isso tudo traz o verdadeiro sentido da humanização da sociedade. Por isso é gratificante esse momento, por saber que muitos de nós se engajaram neste projeto, ainda mais sabendo que a causa é muito nobre. Muito obrigada a todos, de coração”, agradeceu a secretária.

Margareth enfatizou que o envolvimento das escolas na iniciativa proporciona ganhos importantes no desenvolvimento dos alunos. “As crianças aprendem sobre o valor da união, solidariedade, cooperativismo e preservação do meio ambiente. Essa e outras campanhas que os estudantes participam se somam de forma concreta e prática com o que trabalhamos com eles em sala de aula, sempre com vistas a uma educação mais humanizada, solidária”, frisou a secretária.

Fonte : Núcleo de Comunicação Social – PMI , com informações da assessoria de imprensa da Unimed Londrina

Texto: Caroline Vicentini