Cambé: arquiteturas únicas, gastronomia das boas e muita história indígena!

  • 29 de julho de 2019

Cambé é uma cidade cheia de surpresas. No lugar onde está a cidade havia uma floresta de árvores bem fortes e de raízes grandes e expostas,daí o seu nome que, na língua tupi, remete ao significado de grande floresta/ florestão.

Ela abriga um dos maiores acervos de povos indígenas da região, e tem inclusive um sitio arqueológico com ligação às missões jesuítas (ainda em fase de homologação).

Centro Cultural

O Parque Natural Municipal Danzinger Hof foi o local de chegada dos primeiros imigrantes que  fundaram a cidade de Cambé. Nele foram instaladas duas residências de madeira ( originais) que simbolizam as construções do início da colonização.  No parque, você encontrará a casa da família Tkotz, construída no início da colonização, onde são realizadas atividades culturais e a casa da família Zifcuhak.

A Venda Rural é outro ponto que vale a pena. Sabe quando você entra em um lugar pensando ser uma simples venda no meio rural (como o próprio nome sugere) e se depara com um oásis cheio de produtos artesanais, decoração rústica, aconchegante e muita comida boa? Difícil aqui foi escolher o que provar pois tem variedade, aromas irresistíveis, doces caseiros; enfim um paraíso para quem gosta de ambientes pra comilança e descanso. A Venda Rural ainda oferece espaço para crianças.

Venda rural Bratislava

Museu e anfiteatro

Um prédio faraônico com uma arquitetura moderna e estilosa, que lembra um grande anfiteatro de cidade grande abriga a Secretaria Municipal de Cultura,  o Museu Histórico de Cambé e a Biblioteca Pública Municipal. O lugar inspira manifestações culturais de diversos nichos e é um lugar “ótemo” pra você adquirir conhecimento e desvendar os mistérios dos povos indígenas que viviam em nossa região!

O museu guarda muito da história de Cambé e dos povos indígenas que habitavam a região. Foi fundado em 30 de outubro de 1985, com objetivo de registrar, armazenar,  resgatar e preservar a história do município e a memória dos povos que colonizaram a cidade de Cambé. Seu acervo é composto de fotografias, documentos, objetos, revistas, livros além de material de arqueologia dos povos indígenas que habitaram a região norte do Paraná.

Museu Histórico de Cambé e a Biblioteca Pública Municipal

Como estamos falando de história, não podemos deixar de mencionar a Igreja Matriz de Cambé em estilo basilisco, com arcos, colunas (12 no total, representando os apóstolos) e obras de arte como a do artista curitibano Laerte Rodriguez. Fica bem no centro da cidade do lado do calçadão (aproveite para se aventurar no comercio local) e, se ainda não se aprumou com o “crusch”, aqui é o lugar pra se pedir um bom marido ou esposa (mas nada de botar o santo de ponta cabeça no guarda-roupa, hein?), afinal esta é a casa de Santo Antonio no Norte do Paraná!

Igreja Matriz

Contatos/ Informações

Parque Natural Municipal Danziger Hof : Início da Estrada da Blatislava. Contato: 3174-2600

Venda Rural: Estrada da Brastilava.  Contato: 99902-8571 ou 99810-9108.

Museu: Rua Otto Gaertner, 210 Contato:3174-2600

Fonte: Texto de Telma Erloza – O Londrinense com edição da Assessoria de Comunicação da AMEPAR

Fotos: Acervo Prefeitura de Cambé, Amanda Mologne e Sonho Lindo